Tiago Tartari
Performance

Microsoft .NET 7 consome menos memória e CPU que o .NET 6

publicado em 10 de novembro de 2022
Resumo
Ao atualizar para o .NET 7 notamos diminuição do consumo de memória e CPU que garantiu mais requisições por segundo em um e-commerce. Com foco em performance o .NET cada vez mais vem conquistando espaço. Já considerado como um dos cinco frameworks mais performáticos, o .NET 7 já é considerado 11x mais rápido que o NodeJs, além disso, o engajamento da comunidade para torná-lo ainda mais performático trouxe mais de 1000 pull requests nesse tema.

Conteúdo

Microsoft .NET 7 consome menos memória e CPU que o .NET 6

Não é por acaso que o Microsoft .NET 7 consome menos memória e CPU que o .NET 6 e também as outras versões. Com diversas melhorias feitas, ele é um dos cinco melhores frameworks mais performáticos, inclusive, é consierado 11x mais rápido que o NodeJs.

O artigo “Performance Improvements in .NET 7” traz uma lista com todas as melhorias feitas. Inclusive, no artigo, revela que o engajamento para tornar o .NET ainda mais performático é impressionante. Ao todo, foram mais de 1000 pull requests feitos com o intuito de melhorar a performance no .NET 7. Aliás, podemos perceber que desde a versão do .NET Core 3.0 há diversas pessoas trabalhando nesse framework.

Certamente, após o lançamento, muitos times de desenvolvimento estão atualizando a versão do .NET para mais recente, a versão 7.

Após atualizar a versão para o .NET 7 houve queda no consumo de memória e CPU

Como no e-commerce tudo acontece muito rápido e por ser varejo, cada centavo que não é gasto contribui para um bom resultado financeiro. Após atualizar a versão do framework para o .NET 7 uma API de produtos que é utilizada por parceiros para consulta e inclusão de produtos n aloja virtual, notamos uma melhoria no consumo de memória e CPU, além de mais requisições por segundo.

A atualização não exigiu esforço. Foram necessários aproximadamente trinta minutos para subir a nova imagem e distribuir os acessos. Nossa estratégia foi que 50% dos acessos continuariam na versão do .NET 6 e os outros 50% destinados para .NET 7, tornando a medição mais justa.

Não precisou de muito tempo para os ganhos aparecerem. Cinquenta e dois minutos pelo APM já foram suficientes para relevar os ganhos. O consumo de memória e CPU foram as mais evidentes. Isso também significa melhoria de performance.

Garbage Collector ainda mais eficiente

Percebemos uma melhor alocação de memória e a diminuição da pressão nas gerações g1 e g2. Menor pressão nesses dois seguimentos, principalmente em g2, pois loh é coletado nessa passagem, significa menos tempo de bloqueio fazendo a coleta do lixo, consequentemente melhoria de performance.

Microsoft .NET 7 consome menos memória e CPU que o .NET 6

Na prática, assim como pequenas mudanças em produção podem gerar resultados extraordinários, a mudança para o .NET 7 está gerando uma transformação naquilo que falamos de performance.

Conclusão

  • A forma que a Microsoft e a comunidade vem tratando o .NET deixa claro o comprometimento com performance e qualidade.
  • A mudança para um framework, como o .NET 7, pode garantir ganhos imediato em performance, principalmente a redução do consumo de recursos computacionais como memória e CPU.
  • O varejo precisa controlar gastos com tecnologia na ponta do lápis, cada centavo não gasto, pode representar aumento do retorno financeiro.
Gostou? Me ajude a impactar outras pessoas compartilhando esse post.
conheça mais sobre: .net, destaque, garbage collector
Tiago Tartari
Tiago Tartari

Ajudo executivos, times de negócios e especialistas técnicos a resolver problemas complexos utilizando a tecnologia como meio para potencializar resultados.