Tiago Tartari
Dicas

Engenharia do Caos com Azure Chaos Studio

publicado em 10 de novembro de 2021

Conteúdo

Engenharia do Caos com Azure Chaos Studio

Aplicar a Engenharia do Caos com Azure Chaos Studio é o que todo SRE precisa sempre que houver a necessidade de testar a confiabilidade da sua plataforma. Agora você pode introduzir falhas, engenharia do caos, em produção, prevendo que falhas prejudiquem a experiência do seu cliente. Nesse sentido, você pode simular situações do mundo real de forma prática e segura.

O que é o Chaos Engineering ou Engenharia do Caos?

Antes de tudo, engenharia do caos, disciplina dentro da engenharia de software, traz a filosofia de que falhas em produção ocorrem a qualquer momento. Portanto, a melhor forma de superar esses desafios é se aperfeiçoar por procedimentos.

Adotar a engenharia do caos traz inúmeras formas para entender os limites quando plataformas são expostas a grandes pressões, como:

  • Roteador de borda falhou?
  • Estourou de memória no redis?
  • O banco de dados está lento e parou de responder?
  • A rede do datacenter caiu?
  • O datacenter ficou fora por um incêndio?
  • Se AWS, Google Cloud e Microsoft Azure cair. O que acontece?

A engenharia do Caos com Azure Chaos Studio

Com azure chaos studio você pode melhorar a resiliência do seu aplicativo. Você pode melhorar significativamente a experiência do seu cliente adotando a prática do Chaos Engineering para introduzir falhas propositais e simular falhas do mundo real.

Portanto, com o Azure Chaos Studio você alcança diversos benefícios como:

  1. Melhorar a confiabilidade dos aplicativos que você desenvolve
  2. Autonomia para experimentar falhas por conta própria
  3. Obter insights valiosos e ter a percepção clara até onde seu sistema chega
  4. Ter a liberdade de criar hipóteses, experimentar, analisar e melhorar. Portanto ir além da injeção de falha.
Gostou? Me ajude a impactar outras pessoas compartilhando esse post.
Tiago Tartari
Tiago Tartari

Ajudo executivos, times de negócios e especialistas técnicos a resolver problemas complexos utilizando a tecnologia como meio para potencializar resultados.